12/04/2013 - 15:14     |
Retração da China no consumo de grão pode prejudicar MT
Fonte: G1 MT
O consultor de agronegócios André Pessôa, que palestrou sobre cenário e oportunidade do agronegócio, diz que a safra de milho requer alguns cuidados e cautela do produtor. A preocupação do consultor é com a comercialização da safrinha. Segundo ele, no ano passado os preços foram bons porque houve uma quebra da safra no sul do Brasil, nos Estados Unidos e também na Argentina. Ele ministrou palestra nesta quinta-feira (11) durante o Circuito Aprosoja, no Cenarium Rural, Em Cuiabá. "Temos que pensar que este ano tudo pode ser diferente. Temos a recuperação da produção americana e vários outros fatos que vão influenciar de uma forma negativa na comercialização da safra", disse. Segundo Pessôa, apenas 20% da safrinha de milho foram comercializadas até agora. Nesse mesmo período do ano passado a venda antecipada do grão atingia pelo menos 50% da safra. "Esse ano vamos precisar da intervenção das políticas públicas para manter os preços". Ele diz ainda que outro sinal negativo é a retração do mercado chinês. Um dos palestrantes do Circuito Aprosoja, o executivo chinês, Lin Tan, diz que a China não reduzirá as compras. Segundo ele, a retração vai acontecer somente nos próximos três meses em função das dificuldades de embarcar os grãos no Brasil por conta da deficiência da logística. Ele até aposta num aumento na importação de grãos. "Vamos ter crescimento e aumento na produção de carne, consequentemente vamos precisar de mais grãos", analisou.
 
© Copyright 2018 Todos os Direitos Reservados by clube7web