13/02/2013 - 08:11     |
Safras de soja e milho podem bater recorde no Paraná
Fonte: Folha Web
As primeiras lavouras da safra 2012/13 de milho e soja já começaram a ser colhidas no Paraná e – com o clima favorável neste início de ano – a expectativa é de produção recorde para as duas culturas além, claro, dos preços elevados aos produtores. No caso do milho, de acordo com números do Departamento de Economia Rural da Secretaria de Agricultura do Paraná (Deral/Seab), 6% da safra verão já está colhida, principalmente nas regiões Sudoeste e Oeste do Estado, sendo que a cidade mais adiantada é Francisco Beltrão. Já a colheita da soja está um pouco mais avançada (16% colhida), sendo os municípios de Toledo (65%), Campo Mourão (35%) e Cascavel (30%) com os maiores percentuais. Na região Norte, a oleaginosa deve começar a ser colhida no final deste mês. A última previsão divulgada pelo Deral para a primeira safra de milho deste ano é fechar em 7 milhões de toneladas, um incremento de 5% em relação aos 6,6 milhões de toneladas da safra 2011/12. Já em relação à área, a cultivar perdeu espaço de 13% em comparação à safra anterior: 845 mil hectares ante 972,4 mil. "Mesmo com a redução de área, a produção aumentou. Isso é justificado por aquela estiagem do ano passado, que acabou sendo muito impactante. Já em relação à área, é notório que o milho vem perdendo espaço ano a ano para outras culturas de verão, como a soja", explica a engenheira agrônoma do Deral, especialista em milho, Juliana Yagushi. Ao contrário do início do ano passado, o clima tem sido favorável neste momento. Apesar das chuvas acontecerem de forma irregular, o ganho de produtividade do milho está garantido. "O ano, de forma geral, deve ser muito bom para a cultura. Podemos até bater, inclusive, o recorde dos 10 milhões de toneladas da safrinha do ano passado, atingindo uma produção de 11,4 milhões de toneladas, um incremento de 14%", estima a especialista, já pensando no segundo semestre. Em relação aos preços - mesmo sofrendo uma leve queda em comparação ao último bimestre de 2012 – os produtores devem ficar satisfeitos com as vendas. A saca de 60 quilos milho foi comercializada em janeiro a R$ 25,84, frente a R$ 26,92 de dezembro último. Em janeiro de 2012, por exemplo, a saca estava sendo comercializada a R$ 22,50. "Mesmo com um aumento de produção, os preços estão se mantendo firmes graças à situação do mercado mundial, que está com estoque muito baixo. Os preços estão bons. Há dois anos a saca estava na faixa de R$ 15. Tudo indica que os valores devem permanecer assim com o avanço da colheita", conclui a agrônoma do Deral.
 
© Copyright 2018 Todos os Direitos Reservados by clube7web