17/09/2012 - 15:19     |
Área de plantio de arroz deve se manter estável em Candelária (RS)
Fonte: Folha de Candelária
Foto: Ilustrativa
A precipitação de 80 milímetros registrada em Candelária nos últimos dias, segundo o 27º Núcleo de Assistência Técnica (Nate) do Instituto Rio-grandense do Arroz (Irga), não foi suficiente para encher os açudes e rios. Isto porque, conforme explica o engenheiro agrônomo responsável pelo 27º Nate, Luciano Siqueira, o lençol freático - reservatório de água subterrânea decorrente da infiltração da água da chuva no solo - está muito baixo, em decorrência da falta de umidade. Por isso, quando chove a água é simplesmente "sugada", impedindo que se acumule nos reservatórios. "O rio Pardo está cheio hoje (14), mas se não chover nos próximos dias, ele irá baixar ao nível que estava antes", salienta Siqueira. Caso as precipitações previstas para os próximos dias não ocorram, haverá uma redução de 30% da área de 8,5 mil hectares de arroz, em Candelária. "Há água para plantar 70%, mas a intenção é plantar 100%", destaca, informando que o plantio no município deve começar na próxima semana. O pré-germinado - que ainda é o mais cultivado, pois seu sistema de plantio inibe a germinação do arroz vermelho, uma das principais plantas invasoras - deve ser o primeiro a ser plantado. Siqueira recomenda aos orizicultores que fiquem atentos à época de plantação. "Os cultivares do ciclo longo devem ser plantados no período de 20 de setembro até 10 de outubro. Àqueles de ciclo médio e curto recomenda-se que sejam plantados de 10 de outubro a 10 de novembro. Caso o produtor não plante durante a época estipulada, perde-se produtividade", informa, dizendo que se deve cuidar também o período de maior luminosidade, cuja função é influenciar no ciclo vegetativo, que vai da metade de dezembro à metade de fevereiro.
 
© Copyright 2018 Todos os Direitos Reservados by clube7web