26/03/2010 - 12:24     |
Frete caro faz Japão adiar compras de Brasil e Argentina
Fonte: Agência Estado

Um grupo de fabricantes de ração do Japão pretende comprar pelo menos 350 mil toneladas de milho da América do Sul para embarque entre julho e setembro, mas adiou as compras por causa dos elevados custos de frete, segundo executivos de tradings.

 

O Japão é o maior importador mundial de milho e provavelmente vai comprar cerca de 3,5 milhões de toneladas para ração em carregamentos para julho, agosto e setembro - a maior parte dos Estados Unidos. Mas também pretende buscar na América do Sul, diante do salto significativo da produção local.

 

Segundo um importador de Tóquio, "Argentina e Brasil tiveram uma grande safra de milho neste ano, mas por causa o frete caro somos forçados a esperar e acompanhar a situação". Ele explicou que os compradores querem realizar compras em torno de US$ 225/t, incluindo custo e frete, mas as ofertas atuais estão entre US$ 239/t e US$ 241/t.

 

Os preços podem cair conforme a colheita da América do Sul avançar e por isso os importadores do Japão estão esperando algumas semanas. Traders no Japão e em Cingapura afirmaram que o plantio de milho nos Estados Unidos deve ser maior neste ano e provavelmente ajudarão a baixar os preços.

 

De acordo com estimativas de um grupo de fabricantes de ração no Japão, a área do milho nos Estados Unidos deve aumentar em 2,5 milhões de acres, em virtude de uma fuga do trigo. Os Estados Unidos tem amplos estoques de trigo neste momento.

 

Além disso, os importadores japoneses acreditam que os futuros de milho na Bolsa de Chicago (CBOT) cairão para o patamar dos US$ 3,20/bushel em maio deste ano. Nesta quinta-feira o contrato maio, mais líquido, terminou a US$ 3,55/bushel.

 

 
© Copyright 2017 Todos os Direitos Reservados by clube7web